segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

não deixes o silêncio falar

'' Tu elevas-me, e depois derrubas-me
Eu nunca tenho a certeza do que é sentir quando estás por perto
Eu conto ao meu coração, mas não sei porquê
Porque tu nunca dizes realmente o que está na tua mente
É como se eu estivesse a andar sobre vidro partido
Eu quero saber, mas eu não quero perguntar
Então diz que me amas
Ou diga que precisas de mim
Não deixes o silêncio falar
Diz só que me queres 
Ou que não precisas de mim
Não deixes o silêncio falar
Tu deixas-me entrar, mas então algumas vezes
Os teus olhos vazios simplesmente me fazem sentir tão vazia por dentro
Quando estou contigo, é como um dado que rola
Não sei quando nem como tu me vais fazer chorar
Então diz que me amas
Ou diga que precisas de mim
Não deixes o silêncio falar
É como se eu estivesse a andar sobre vidro partido
Porque já que disseste que não podes aceitar isso de volta
Eu quero saber, mas eu não quero perguntar
Se isso acabar então, por favor, simplesmente deixa passar
Tu elevas-me, e depois derrubas-me
Eu nunca tenho a certeza do que é sentir quando estás por perto (...) ''

Sem comentários:

Enviar um comentário