sábado, 26 de fevereiro de 2011

o som da tua falta

''Sinto falta de ouvir a tua voz,
Todas as palavras que me disseste
Mas agora este espaço vazio que me enche e me leva
E eu não consigo escapar
E isso volta sempre
O som da tua falta
Eu ouço por todo lado
O som da tua falta
O silêncio é tão alto
O som da tua falta
Eu não posso romper estas paredes que estão a subir na minha frente
E quanto mais fundo eu caio, eu percebo que nunca me vou libertar
Amor liberta-me
E isso volta sempre
O som da tua falta
Eu ouço por todo lado
O som da tua falta
O silêncio é tão alto
O som da tua falta
O tempo passa e parece que eu vou enlouquecer
O que fizemos, traz de volta agora
Porque eu estou a sentir-me vazia
O tempo passa e parece que eu vou enlouquecer
O que fizemos, traz de volta agora
E isso sempre volta
O que fizemos, traz de volta agora
O som da tua falta
Eu ouço por todo lado
O som da tua falta
O silêncio é tão alto
Sinto falta de ouvir a tua voz,
Todas as palavras que tu disseste
Mas agora esse espaço vazio que me enche e me leva
Amor liberta-me
Eu não posso romper estas paredes que estão a subir na minha frente
E quanto mais fundo eu caio, eu percebo que nunca me vou libertar
Eu não posso romper estas paredes que estão a subir na minha frente
O som da tua falta''

Sem comentários:

Enviar um comentário