quinta-feira, 9 de junho de 2011

a despedida

é hoje, é hoje a noite a despedida. sinto um calafrio só de saber que vou ter que vos abraçar profundamente e dizer adeus. talvez esteja a ver isto de uma maneira um bocado trágica, porque sim, estou. parte-me o coração só de saber que já não vou ter o Flávio a agarrar-se a mim e a dar-me aqueles beijos apertados que tanto me irritam, que já não vou estar aulas de 90 minutos a falar de tudo e mais alguma coisa com o Bruno, que já não vou ter a Patrícia a mandar-me bilhetinhos sobre pequenas coisas,  que as brincadeiras com o Paulo sempre a falar de sexo vão acabar e que os abraços e apoio do stôr Alexandre já não vão ser tantos. custa só de imaginar a minha vida sem vocês constantemente do meu lado, como sempre estiveram. as coisas vão mudar, vamos afastar-nos, vamos habituar-nos a estar ausentes. mas hoje, no jantar vamos aproveitar ao máximo e eu não vos vou largar. vou abraçar-vos como nunca antes abracei, vou estar convosco como nunca antes estive.
Bruno, obrigada pela pessoa que és, por tudo o que fizeste por mim, por todas as longas conversas ao telefone, por tudo. (sabes tudo)
Flávio, obrigada por todos os abraços e beijinhos, por todas as deficiências e risadas que demos juntos.
Paulo, obrigada por todas as brincadeiras, por me apoiares em tudo, e pelas nossas conversas sobre sexo ahahah.
Patrícia, obrigada por todo o apoio, carinho, e pelas nossas tardes passadas no gemini. (o resto tu sabes)
Stôr Alexandre, OBRIGADA POR TUDO.

Sem comentários:

Enviar um comentário