segunda-feira, 27 de junho de 2011

a mentira do vosso amor

« A mentira do vosso amor está na fonética da própria palavra que tu banalizas diariamente, eu nunca amei com o vosso amor, eu sempre deixei o bater do meu coração compassar os meus movimentos, hoje chamam-me de sonhador porque eu trago comigo os vossos sonhos para realizá-los antes que o Sol se aposente. Eu apenas quero o calor do teu abraço quando a vitória chegar e nos deixar seguir em frente. Não é amor esse amor que me entregas timidamente, não é amor esse sorriso que nasce hipocritamente, não é amor esse amor que fazes selvaticamente, o amanhecer vos deixará mais diferentes e indiferentes. Meu amor vem da agonia dessa mulher que te venera, e vem da melodia da balada mais sincera, meu amor vem desse Inverno que te oferece a primavera, meu amor vem desse amor que ainda te espera. »



Valete - a mentira do vosso amor

Sem comentários:

Enviar um comentário