quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

volta de 360 graus.

Conheci - te, pronto, volta de 360 graus na minha vida. E logo eu, que não sou nada dada a paixões e muito menos ilusões. A minha cabeça é uma tremenda confusão, o meu coração não descansa e ando sempre a sonhar. Tudo o que eu não suporto, tudo o que mais detesto. Fodaçe, eu gosto de andar sóbria, gosto de ser racional, gosto de ter os pés bem acentes na puta da terra. Mas tu tornas isso impossível. Ages comigo como se me conhecesses há anos. Opá, não gosto. Consigo disfarçar tudo de toda a gente, menos de ti. Porquê? Mas porquê? Porque é que contigo eu consigo ser eu mesma, sem medos? Parabéns, conseguiste o que dezenas de pessoas tentaram, e não conseguiram.

Sem comentários:

Enviar um comentário