sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

wild hearts can't be broken

Não é fácil. Nunca é fácil. Mas isso nunca foi sinal de Impossibilidade.
Sei bem o que sentes, mas convido-te, mesmo assim, a ligares os auscultadores ao teu coração.
Ele não te vai dar todas as respostas, mas vai-te questionar e obrigar-te a procura-las. Ele não te vai dar certezas, mas vai-te dar oportunidades incertas que no fim vão fazer todo o sentido.
Eu sei do que falo. Tu conheces-me. Eu sou vitima do meu coração desde sempre, ele só me deu tristeza, magoa, revolta, mas mesmo assim, eu continuo a ouvi-lo, porque, apesar de tudo, ele também me deu a força que carrego dentro de mim todos os dias, e porque a cabeça é demasiado sólida e amarga para alguma vez saborear o amor.
Não te vais controlar. E desde quando é que o amor é um sentimento controlado? Nunca.  É a perder o controlo que tu amas, que tu sentes, que tu vives.
Não sei o que o futuro te guarda, mas sei que o teu coração é o único elemento em ti que nunca te vai trair. Ele pode falhar, dar-te más oportunidades e muitas desilusões, mas ele só está a fazer o seu papel. Ele só te está a fazer crescer.
Todo o amigo pode fugir, todo o namorado pode fugir, toda a nossa vida pode tentar fugir por entre os nossos dedos. Mas o coração nunca fugirá do teu peito. Ele estará sempre lá.
Por isso, não tenhas receio de lhe dar uma oportunidade de falar, porque no fim só ele decidirá o teu destino.
E até mesmo um espírito forte e indomável como tu, têm coração. Por isso, não hoje, não amanhã, não depois, ouve-o sempre.
/patrícia bastos.

1 comentário:

  1. por muitas confusões que se possa arranjar quando se houve o coração, a verdade é que ele tem sempre razão. e nada é por acaso, um dia ele acerta ;)
    p.s. obrigada :)

    ResponderEliminar